A casa emocional

É dia de abrir as caixas e decidir:
Essas lembranças eu quero guardar,
Essas alegrias irei retribuir,
Essas mágoas jogarei fora.
Hoje é dia de esvaziar as gavetas,
Desfazer-se dos entulhos das lamentações,
Dos apegos a tudo aquilo que não volta mais,
Das tristezas acerca do que deixou de ser.
Hoje é dia de abrir os armários e filtrar os sentimentos,
De sorrir diante dos objetos que marcaram momentos únicos e indescritíveis,
De se emocionar com as fotos que registraram as nossas existências sendo bem vividas,
De vibrar com os bilhetes de amizade e de amor que felizmente guardamos.
Hoje é dia de colorir a casa com flores,
De ouvir as nossas músicas preferidas e as novas músicas que nos encantam,
De dançar e sorrir no meio da sala embalados pelas lembranças e pelos sonhos,
De sentir o amor invadir o coração e a paz invadir o lar.
Hoje é dia de limpar, organizar e relembrar.
Hoje é dia de decidir o que permanece e o que vai embora.
Hoje é dia de escolher com qual parte de nós desejamos ficar.
Hoje é dia de comemorarmos o que já fomos, o que somos e o que ainda seremos!
Lígia Guerra

Não lamente o fato de envelhecer. É um privilégio negado a muitos“. Anônimo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s