Título de Cidadã Benemérita do Rio de Janeiro


Antes e acima de tudo eu gostaria de agradecer a Deus pela alegria de estarmos juntos nesta noite, todos em paz e com saúde.  Gostaria também de agradecer a presença de todos, que num gesto de bondade fizeram a gentileza de prestigiar este evento.  Que Deus nos abençoe.

Gostaria de saudar todas as autoridades presentes na pessoa da excelentíssima vereadora Tânia Bastos, que preside esta sessão. Nossa vereadora com humildade, mas muita garra, enobrece esta Casa.  Filha de uma retirante nordestina, que veio sozinha para o Rio e enfrentou e venceu o preconceito, as adversidades da pobreza, as armadilhas traiçoeiras da cidade grande  para criar e educar seus filhos. Aquelas aflições juntas e conjuradas pareciam traçar um destino desastroso, mas a sua luta para supera-las  foi uma lição imortal, que iria formar o caráter e preparar sua filha mais velha, que, vindo das mais duras, cruéis  e ásperas dificuldades de uma existência na comunidade carente, conquistou o mandato e aqui mostra com a sua personalidade a fibra inquebrantável da mulher brasileira. A sua eleição foi a recompensa divina aos anos de sacrifico de sua mãe inesquecível.  Ela plantou  e nós colhemos.

A Vereadora Tânia, ainda cedo, conheceu o Senhor Jesus e a sua vocação de servir ao próximo a tornou obreira.  Foram dias, meses, anos de uma devoção infindável.  Entre tantas tarefas, ela se destacou como  líder do Projeto Ler e Escrever, (e aí se encontra um laço de afinidade nos nossos caminhos, pois tive o privilégio de fundar este projeto, que tira dos porões escuros do analfabetismo milhares de brasileiros humildes).  A vereadora com idealismo e renúncia não foge à luta e nem teme o sacrifício.  Esta não trai o povo, que vê nos seus olhos o reflexo de suas justas e legítimas aspirações.

Sinto-me honrada em ter sido indicada por ela para receber este tão importante título. Contudo, não poderia fazer um discurso na primeira pessoa.  Na verdade este título é também de todos aqueles que lutam conosco nas causas sociais.  Hoje, neste plenário, temos a presença de algumas mulheres nota 10. Eu gostaria que elas se colocassem de pé para que os senhores e senhoras as conhecessem. Sem elas eu não teria condições de fazer nada.

A Bíblia nos ensina que um corpo perfeito é aquele em que todos os membros e órgãos desempenham suas funções de forma que o conjunto se beneficie.  Nenhum é mais importante que o outro, mas quando uma parte adoece, todo o corpo sente. Hoje nos sentimos assim com relação às tragédias que atingiram nosso Estado. Tristes e envergonhados. Somos impotentes enquanto sozinhos, mas quando unimos as forças realizamos grandes coisas.  Creio na força da unidade e tenho esperança nos homens e nas mulheres do bem. A ONG Mulher que Faz, a qual represento hoje, ainda engatinha com seus projetos direcionados às meninas grávidas carentes.  Contudo, cada sorriso de uma dessas meninas, nos motiva a ir em frente e superar os obstáculos, que não são poucos nem pequenos.

O Plano Nacional de Direitos Humanos quer discriminalizar o aborto sob o argumento de que 250 mil mulheres por ano dão entrada na rede pública de saúde por complicações derivadas do aborto ilegal. Nós sabemos que essas mulheres não queriam fazer aborto, elas queriam é ter tido acesso aos métodos contraceptivos.  Direitos Humanos não é aborto.  É planejamento familiar.  Isto é o que ensinamos a nossas meninas, pois cremos que a justiça não é prender o adulto, mas educar a criança.  Assim como Defesa Civil não é resgatar corpos, mas evacuar áreas de risco, antes da tragédia.  Desculpe o desabafo.

Esses dias lendo a Bíblia, costume que trago desde a infância, me deparei com uma passagem em que o profeta Elias intercedia a Deus pelas agrúrias que seu povo passava.  Deus lhe disse que quando ele sentisse na própria carne a chaga do povo, ele saberia como clamar.  Creio que sentir a dor do povo é sentir a dor de Deus e quem pensa nos outros, pensa como Deus.  A vereadora Tânia Bastos, tenho certeza, compreende bem o que falo.  É isso que eu e minhas companheiras da ONG Mulher que Faz estamos procurando aprender e praticar.  Com o prêmio que hoje recebemos, vindo da generosidade desta Casa, aumenta a nossa responsabilidade, ao mesmo tempo que renova o nosso ânimo e acalenta nosso sonho.

O Rio de Janeiro, cidade em que nasci, não pode ser conhecida como a cidade onde as crianças morrem soterradas na lama e no lixo; onde os jovens usam crack e pessoas inocentes são vitimas de balas perdidas.  O Rio precisa se encontrar com seu destino de Cidade Maravilhosa, de encantos mil e a mais linda do Brasil!  O compromisso da nossa ONG, que neste momento solene reiteramos, é continuar, custe o que custar, somando forças para juntos construirmos o Rio de Janeiro de nossos sonhos.

Muito obrigada!

Sylvia Jane Crivella

Sylvia e Vereadora Tânia Bastos

Sylvia Crivella e Roberta Gripp


Antes e acima de tudo eu gostaria de agradecer a Deus pela alegria de estarmos juntos nesta noite, todos em paz e com saúde.  Gostaria também de agradecer a presença de todos, que num gesto de bondade fizeram a gentileza de prestigiar este evento.  Que Deus nos abençoe.

Gostaria de saudar todas as autoridades presentes na pessoa da excelentíssima vereadora Tânia Bastos, que preside esta sessão. Nossa vereadora com humildade, mas muita garra, enobrece esta Casa.  Filha de uma retirante nordestina, que veio sozinha para o Rio e enfrentou e venceu o preconceito, as adversidades da pobreza, as armadilhas traiçoeiras da cidade grande  para criar e educar seus filhos. Aquelas aflições juntas e conjuradas pareciam traçar um destino desastroso, mas a sua luta para supera-las  foi uma lição imortal, que iria formar o caráter e preparar sua filha mais velha, que, vindo das mais duras, cruéis  e ásperas dificuldades de uma existência na comunidade carente, conquistou o mandato e aqui mostra com a sua personalidade a fibra inquebrantável da mulher brasileira. A sua eleição foi a recompensa divina aos anos de sacrifico de sua mãe inesquecível.  Ela plantou  e nós colhemos.

A Vereadora Tânia, ainda cedo, conheceu o Senhor Jesus e a sua vocação de servir ao próximo a tornou obreira.  Foram dias, meses, anos de uma devoção infindável.  Entre tantas tarefas, ela se destacou como  líder do Projeto Ler e Escrever, (e aí se encontra um laço de afinidade nos nossos caminhos, pois tive o privilégio de fundar este projeto, que tira dos porões escuros do analfabetismo milhares de brasileiros humildes).  A vereadora com idealismo e renúncia não foge à luta e nem teme o sacrifício.  Esta não trai o povo, que vê nos seus olhos o reflexo de suas justas e legítimas aspirações.

Sinto-me honrada em ter sido indicada por ela para receber este tão importante título. Contudo, não poderia fazer um discurso na primeira pessoa.  Na verdade este título é também de todos aqueles que lutam conosco nas causas sociais.  Hoje, neste plenário, temos a presença de algumas mulheres nota 10. Eu gostaria que elas se colocassem de pé para que os senhores e senhoras as conhecessem. Sem elas eu não teria condições de fazer nada.

A Bíblia nos ensina que um corpo perfeito é aquele em que todos os membros e órgãos desempenham suas funções de forma que o conjunto se beneficie.  Nenhum é mais importante que o outro, mas quando uma parte adoece, todo o corpo sente. Hoje nos sentimos assim com relação às tragédias que atingiram nosso Estado. Tristes e envergonhados. Somos impotentes enquanto sozinhos, mas quando unimos as forças realizamos grandes coisas.  Creio na força da unidade e tenho esperança nos homens e nas mulheres do bem. A ONG Mulher que Faz, a qual represento hoje, ainda engatinha com seus projetos direcionados às meninas grávidas carentes.  Contudo, cada sorriso de uma dessas meninas, nos motiva a ir em frente e superar os obstáculos, que não são poucos nem pequenos.

O Plano Nacional de Direitos Humanos quer discriminalizar o aborto sob o argumento de que 250 mil mulheres por ano dão entrada na rede pública de saúde por complicações derivadas do aborto ilegal. Nós sabemos que essas mulheres não queriam fazer aborto, elas queriam é ter tido acesso aos métodos contraceptivos.  Direitos Humanos não é aborto.  É planejamento familiar.  Isto é o que ensinamos a nossas meninas, pois cremos que a justiça não é prender o adulto, mas educar a criança.  Assim como Defesa Civil não é resgatar corpos, mas evacuar áreas de risco, antes da tragédia.  Desculpe o desabafo.

Esses dias lendo a Bíblia, costume que trago desde a infância, me deparei com uma passagem em que o profeta Elias intercedia a Deus pelas agrúrias que seu povo passava.  Deus lhe disse que quando ele sentisse na própria carne a chaga do povo, ele saberia como clamar.  Creio que sentir a dor do povo é sentir a dor de Deus e quem pensa nos outros, pensa como Deus.  A vereadora Tânia Bastos, tenho certeza, compreende bem o que falo.  É isso que eu e minhas companheiras da ONG Mulher que Faz estamos procurando aprender e praticar.  Com o prêmio que hoje recebemos, vindo da generosidade desta Casa, aumenta a nossa responsabilidade, ao mesmo tempo que renova o nosso ânimo e acalenta nosso sonho.

O Rio de Janeiro, cidade em que nasci, não pode ser conhecida como a cidade onde as crianças morrem soterradas na lama e no lixo; onde os jovens usam crack e pessoas inocentes são vitimas de balas perdidas.  O Rio precisa se encontrar com seu destino de Cidade Maravilhosa, de encantos mil e a mais linda do Brasil!  O compromisso da nossa ONG, que neste momento solene reiteramos, é continuar, custe o que custar, somando forças para juntos construirmos o Rio de Janeiro de nossos sonhos.

Muito obrigada!

Sylvia Jane Crivella

Anúncios

2 pensamentos sobre “Título de Cidadã Benemérita do Rio de Janeiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s